História da Vila Moacir Gomes, em Brasília Teimosa

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto por: Andreza Maitê, Paulo Fagner, Pâmmala Guerra e Edcleide Batista. Revisado pelos educadores. Com fotos de Claudio Rodrigues.

O morador Almir Ferreira (pescador), mais conhecido como Kinca, acompanhou  o processo de construção da Vila de pescadores Moacir Gomes, uma das primeiras ocupações que deu origem ao bairro de Brasília Teimosa. Ele relatou que o presidente do Conselho de Moradores do bairro foi quem os ajudou a conquistar o terreno. Os moradores lutaram e conseguiram a liberação do lugar para construir suas casas. Um dos principais agentes desse movimento foi Moacir Gomes que acabou dando origem ao nome da vila.

O Conselho ainda é formado mais por pescadores. Antigamente a Brasília Teimosa era ocupada só por pescadores. E hoje a maioria não mora mais aqui. Aos poucos as pessoas de fora foram chegando e comprando casas”, afirmou o Kinca. “O governo reconheceu a posse do terreno e as pessoas construíram suas casas. Algumas já venderam. A Brasília evoluiu, as condições melhoraram. E tudo isso se deveu principalmente ao trabalho de Moacir. Ele passou noite, passou fome…”

O bairro da Brasília Teimosa foi construído a partir da luta organizada por seus moradores, como os da Vila Moacir Gomes.

Expansão imobiliária

Depois das intervenções urbanísticas organizadas pelo Banco Nacional de Habitação (BNH), nos anos 1980, e pelo Governo Federal, em 2004, a Brasília se tornou um alvo da expansão imobiliária realizada principalmente pelo grupo empresarial JCPM. Sobre isso, Kinca tem uma opinião. “Os ricos chegam e lançam uma quantia pro morador (uma casa dessa vale uns dez mil…); ele chega aqui e oferece vinte ou trinta mil, daí o pobre, que não pode ver dinheiro, acha que tá fazendo um grande futuro fechando aquilo ali. Ele acha que tá fazendo a coisa certa, vende e depois se arrepende. Veja, onde você pode comprar uma casa com vinte ou trinta mil hoje no Recife? Você vai sair daqui, um bairro com muitas conquistas de saneamento e vai parar em outro que tem esgoto a céu aberto, problemas com violência…”

Recentemente, o grupo JCPM anunciou o plano de construir diversas torres empresariais e residenciais no bairro, num projeto chamado de Novo Atlântico. Em “parceria” com a Prefeitura do Recife, está terminando um grande empreendimento comercial no bairro ao lado (Pina), o Shopping Rio-Mar, que terá acesso a partir do fluxo oferecido pelo complexo viário Via Mangue. Esse shopping será um dos maiores do Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s